Coordenação do Curso de Educação Física - UFSCar

Curriculo do curso          

A elaboração do curriculum do curso de Licenciatura em Educação Física levou em consideração a crise de valores e princípios de um mundo globalizado, transnacional, de intensas transformações científicas e tecnológicas, como aponta LIBÂNEO (2001), os sujeitos necessitam de uma formação geral sólida, capaz de ajudá-los na sua capacidade de colocar cientificamente problemas humanos, ou seja, precisam estar preparados para uma leitura crítica das mudanças que ocorrem em escala mundial. Nesse sentido, é preciso que a formação universitária contribua para uma nova postura ética, recolocando valores humanos fundamentais como justiça, solidariedade, honestidade, reconhecimento da diversidade e da diferença, respeito à vida e aos direitos humanos básicos, como suportes de convicções democráticas.
O produto esperado de um curso de licenciatura (formação profissional em nível superior para a Educação Básica) em Educação Física é a transmissão, assimilação, (re)construção de conhecimentos, conteúdos, habilidades e atitudes culturais, científicas, sociais e corporais que permitam a ação educativa nos diferentes setores de atuação do educador vinculado à Educação Física. Isso se justifica uma vez que não basta ao graduado dominar um conjunto de habilidades relacionadas aos jogos, exercícios, esportes, às atividades lúdicas, às danças, ele também, e necessariamente, deve ser capaz de transformar conteúdos como teorias, conceitos, regras e métodos, em instrumentos conceituais de análise e solução de problemas e dilemas da realidade de forma ética e política (LIBÂNEO, 2001).
Em outras palavras, o licenciado com esse perfil não apenas consome e transmite técnicas, mas se coloca criticamente em relação a elas sistematizando novas maneiras de se relacionar com seu campo profissional. Neste caso, a universidade deve propiciar condições suficientes para uma formação acadêmica comprometida com o conhecimento Científico e Tecnológico, se não pela sua estrutura interna, mas pela oportunização ao graduando de vivências no campo educacional.
É importante destacar que, considerando um curso de licenciatura, não se trata aqui de formar um licenciado sob a ótica da prescrição, ou seja, de um “consumidor de conhecimentos” habilitado para a “aplicação do saber produzido pelos agentes de produção de conhecimento”, mas sim habilitá-lo para a compreensão e análise de processos educativos que ocorrem em diferentes espaços.
Trata-se, então, de um licenciado que, em função de sua qualificação e sensibilidade pedagógicas, apresente as seguintes competências gerais:
1. exercer atividades de ensino nos diversos níveis previstos;
2. utilizar as ciências humanas e sociais bem como os conhecimentos das ciências da natureza e as tecnologias como referências e instrumentos para o ensino;
3. atuar no planejamento, organização e gestão dos sistemas de ensino, nas esferas administrativa e pedagógica, com competência técnico-científica, com sensibilidade ética e compromisso com a democratização das relações sociais na instituição escolar e fora dela.
Necessário ressaltar que, também estão sendo consideradas no curso de licenciatura em Educação Física da UFSCar as competências indicadas no Parecer CNE/CES 0138/2002 para a formação específica em Educação Física:
4. Atenção à educação: o planejamento, organização, direção, administração e progressão dos processos de ensino e aprendizagem escolar a serem instituídos pelo licenciado em Educação Física devem ser estruturados e aplicados a partir dos fins e objetivos estabelecidos pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nos projetos pedagógicos de cada Instituição de Ensino e nas políticas e planos educacionais municipais;
5. Atenção à saúde: o desenvolvimento de ações de prevenção, promoção e proteção da saúde, de forma a assegurar que a prática da Educação Física seja realizada de forma segura, integrada e contínua com todas as demais instâncias do sistema de saúde;
6. Tomada de decisões: o explicitar de compromisso, responsabilidade, maturidade, equilíbrio, sensibilidade, habilidades e conhecimentos atualizados para avaliar, organizar e executar suas condutas pedagógicas-educativas;
7. Liderança: o compromisso, a responsabilidade, a empatia, a habilidade para tomada de decisões, a comunicação e o gerenciamento de sua participação em equipes multiprofissionais.
8. Comunicação: ser capaz de se utilizar de diferentes formas de linguagem, de tecnologias e de informações durante suas ações, sempre considerando e respeitando os aspectos éticos e sociais;
9. Educação continuada: ser capaz de administrar sua educação/formação continuada, tanto na sua cultura geral quanto na sua área de formação, atuação e pesquisa, de forma a não somente transmitir conhecimentos, mas também sendo capaz de questioná-los, transformá-los e criá-los .